Normal

Casa Ambulante

Compositor: André Ribeiro

Mas é claro que esqueci
Afinal quem não esquece?
Claro que menti
Afinal quem nunca precisou?

É claro que escrevi
Com tinta preta em muro novo
Claro que perdi
Afinal quem nunca apostou?

A cada hora róla uma nova moda por aí
Cores, caras, bocas, tudo tão normal
Aquele porta não se abre mais por fora
Alguém engoliu a chave, alguém engoliu a chave

Mas é claro que eu ri
O final foi engraçado
Claro que entendi
Afinal, eu sou normal

Claro que implodi
Quem não conhece o desespero?
E também me distraí
Olhando o nada, "viajando"

A cada hora róla uma nova moda por aí
Cores, caras, bocas, tudo tão normal
Aquele porta não se abre mais por fora
Alguém engoliu a chave, alguém engoliu a chave

©2003- 2017 lyrics.com.br · Aviso Legal · Política de Privacidade · Fale Conosco desenvolvido por Studio Sol Comunicação Digital